©

Tira 50 fotos, exclui 40, edita 10 e usa 1 em tudo quanto é rede social. Sou desses.

No dia primeiro de Janeiro de 2014, pegue uma jarra ou um pote vazio de qualquer lugar da sua casa e coloque no seu quarto. Toda vez que alguma coisa boa acontecer com você, não importa quão pequena seja, contanto que lhe tenha feito sorrir, escreva em um papel porque você está feliz, dobre o papel e coloque na jarra. No último dia de 2014 esvazie sua jarra e veja quantos pequenos presentes a vida lhe deu. Faça isso todo ano.

Elas, palavras…

Ei moço, você sabia que eu tenho medo? Sabia que penso em te perder e que isso me tira o sossego… Ei, você sabia que eu sou feliz? E sou por estar com você, não de ouvidos ao que minha boca diz. Você precisa de palavras, certo? Pois bem, te dou esse texto, mas não está completo. Ele nunca vai estar moço, sabia? É difícil achar as palavras certas, mas e se eu achasse, de que valeria? Não te importa mais um olhar? Um toque gentil de meus dedos, ou o simples fato de te amar? Não digo que elas não são importantes, por que são, ou não estaria aqui, escolhendo uma rima ou outra, em vão… Eu só quero que não sejas tão questionador, embora sintas que é necessário não duvides do meu amor. Talvez ele dure talvez ele acabe, mas eu sei o que eu tenho agora e é real, é de verdade. Estou sentindo sua falta meu bem, mas não se preocupe, as horas passam, e os dias também. Vou te encontrar, e assim que o fizer vou te abraçar, aquele abraço apertado, que somente você vai receber, durante os próximos dias, meses, anos, enquanto eu estiver com você.